“Escrever bem” é o futuro do “escrever bastante” – e não há meio termo aqui. Longe de ser um impedimento, essa máxima serve para inspirar quem quer iniciar (e seguir… Leia mais

“Escrever bem” é o futuro do “escrever bastante” – e não há meio termo aqui. Longe de ser um impedimento, essa máxima serve para inspirar quem quer iniciar (e seguir firme) em uma carreira literária. Só escreve relativamente bem quem o faz sempre, e quanto mais o indivíduo escrever, melhor será o texto. É claro que isso não acontece de um dia para o outro, mas, mesmo que não possam ser chamados de “atalhos”, existem fatores que ajudam o iniciante nessa árdua – e muito recompensadora – missão de produzir literatura de qualidade em uma frequência saudável. Veja algumas dicas:

Ler deve ser um prazer, um hábito natural

O primeiro ponto parece clichê, mas a citação se faz necessária, já que muitos escritores aspirantes não costumam ler frequentemente. O ato de ler – sejam livros, revistas, jornais, blogs ou qualquer outro conteúdo em diferentes plataformas – deve ser algo tão natural quanto comer, trabalhar ou escutar músicas no cotidiano do bom escritor. Se isso não acontece, talvez seja preciso repensar a rota.

Dizer-se apaixonado por apenas um elemento na literatura (um escritor famoso, um livro ou uma saga específica, por exemplo) não é suficiente para que se adquira “ferramentas” básicas para a boa escrita. Referências em estilo, gramática, temas e tantos outros macetes e aprendizados só serão absorvidos de forma natural com bons exemplos – e eles precisam ser lidos e relidos.

Estude e pratique literatura – e leia quando não estiver escrevendo

Ler por prazer é essencial, mas o escritor em início de carreira precisa encarar a leitura e a prática da escrita como uma forma de estudo. Por vezes, vale a pena se aventurar em histórias com enredos inicialmente não tão interessantes, mas que se destacam pela técnica narrativa ou pelo vocabulário, por exemplo.

Com o tempo, gradual e naturalmente, mais e mais textos diferentes tornar-se-ão atraentes ao leitor voraz, que será capaz de “traduzir” em seus próprios escritos aquilo que sua mente criativa apreendeu. Não à toa, bons escritores passam quase todo o seu tempo útil rodeados de letras – sejam dos livros que leem ou dos que escrevem.

Se não tem tempo para escrever, arranje

A velha desculpa do “não tenho tempo” conta com dezenas de argumentos que realmente fazem sentido, impedindo o autor iniciante de dedicar-se à escrita. Mas é fato, também, que só um motivo já é válido para quem deseja seguir firme no mundo mágico da literatura: a vontade. Para alcançar esse objetivo, há diversas formas simples de “ganhar tempo”, como:

  • Incluir a hora (ou as horas) da leitura/escrita no cronograma diário, como provavelmente já é feito – às vezes inconscientemente – com as refeições, o trabalho, o namoro, os estudos, os afazeres domésticos, a diversão e o descanso;
  • Aproveitar os “momentos mortos” do dia para se dedicar à literatura (como ler nas filas e dentro de ônibus e metrôs, ou escrever em salas de espera ou – porque não? – no banheiro).
  • Tentar sobreviver sem mexer no celular por, ao menos, 30 minutos – algo que hoje é um dos grandes desafios da nossa sociedade, conectada 24 horas por dia. Fazer esse exercício de “se desligar” de vez em quando trará benefícios enormes para quem quer escrever a sério.

Seguindo esses preceitos básicos, é 99,9% provável que o escritor iniciante alcance um aumento considerável na sua produção – e criação – literária. Como tudo o que é bem feito, dá um certo trabalho, mas, quanto maior o empenho e o esforço, melhor será o resultado final.


*Imagem de cabeçalho do filme Ruby Sparks (2012).

Sobre o autor

Natural de São José dos Campos (SP), vive em São Paulo e divide seu tempo útil como dono de casa, jornalista, redator, assessor de imprensa, escritor e guitarrista de garagem. Hoje cursa Produção Editorial na Universidade do Livro (UNESP), e deve lançar sua coletânea de contos antes de 2037.

Posts relacionados

Comente ( 1 )

  • Max Morenojun 20, 2017

    Exatamente isso!

Deixe uma resposta

All fields are mandatory.